Biomedicina

O CURSO

Dados Gerais

  1. Tipo: Bacharelado
  2. Modalidade: Presencial
  3. Denominação do Curso: Bacharelado em Biomedicina
  4. Local da oferta: Centro Universitário Central Paulista – UNICEP- Miguel Petroni
  5. Horários e turno de Funcionamento:
    Manhã: Das 7h10m às 12h30m, de segunda a sexta.
    Noite: Das 19h00m às 22h30m, de segunda a sexta-feira.
  6. Duração da hora-aula: 50 minutos
  7. Duração do Semestre: 22 semanas
  8. Créditos/ Hora-Aula: Cada crédito equivale a 22 horas-aula
  9. Carga Horária do Curso (horas de 60 minutos) [exigida pela Resolução CNE/CES 02/2007: 3.200 horas
  10. Carga Horária do Curso (horas-aula): 3.840 horas-aula (50 minutos). (Especificar os ES, AC e TCC se existirem)
  11. Carga Horária do Curso, item 10, convertido em horas de 60 minutos: 3.200 horas.
  12. Número de vagas oferecidas, por turno, e tempo mínimo e Maximo de integralização:
    1. Integral: 60 vagas, por ano.
      a) Tempo mínimo para integralização: 8 semestres.
      b) Tempo máximo para integralização: 16 semestres.
    2. Noturno: 60 vagas, por ano.
      a) Tempo mínimo para integralização: 10 semestres.
      b) Tempo máximo para integralização: 20 semestres.
  13. Número total de vagas: 120
  14. Ingresso (Processo Seletivo, Transferência Externa, Portador de diploma de curso superior

 

Dados Legais

LEGISLAÇÃO BÁSICA

Legislações referentes à criação, autorização, reconhecimento e reconhecimento do curso. Os dados legais de funcionamento e reconhecimento estão listados abaixo:

Dados da autorização: Resolução CONSEPE nº 003/2002, de 23/09/2002

Dados do reconhecimento: Portaria SERES/MEC Nº 22, DE 12 DE MARÇO DE 2012, publicado no DOU em 16/03/2012

Reconhecimento: Portaria SERES/MEC Nº 22, DE 12 DE MARÇO DE 2012, publicado no DOU em 16/03/2012

Duração: 4 anos diurno e 4,5 anos noturno

Numero de Vagas: 60 Diurno e 60 Noturno

ENADE: CPC: 3 IGC 4

Selo do Guia do Estudante: Três Estrelas

 

O curso de Biomedicina da UNICEP possui conteúdo curricular no sentido de contemplar as várias possibilidades de atuação profissional do biomédico, utilizando-se de estratégias pedagógicas que desenvolvam os conhecimentos indispensáveis à formação de um profissional que se enquadra com o mercado de trabalho. A UNICEP, através de seus professores busca formar Biomédicos com uma visão global, tanto técnico-científica quanto comportamental do estudo da saúde, da doença e da interação do homem com o meio ambiente, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo a atuação à realidade em benefício da sociedade.

O curso de Biomedicina é cada vez mais procurado em virtude do crescimento do mercado e da evolução tecnológica. Novas alternativas são integradas nas áreas de saúde e biotecnologia, o que capacita o Biomédico a ocupar cargos em centros de pesquisa, universidades, indústrias, exercício de atividades referentes às Análises Ambientais, produção e comercialização de produtos de diagnósticos, Bioengenharia, Reprodução Humana, Banco de Sangue, Saúde Pública, Análises Bromatológicas, Patologia, Citologia Oncológica, Acupuntura, Biologia Molecular, Microbiologia de Alimentos, Radiologia e Imagenologia.

 

ENADE:

  • 2004 : Sem conceito (somente ingressantes).
  • 2007 : ENADE:2 / IDD:4 / CPC:3
  • 2010: ENADE: 3/ CPC: 4/ IGC: 4
  • 2013: ENADE: 3/ CPC: 4/ IGC: 4
  • 2016: Aguardando avaliação

Legislações referentes ao curso DCNs - Pareceres e Resoluções

  • PARECER CNE/CS 104/20031, DE 13 DE MARÇO DE 2002
  • RESOLUÇÃO CNE/CES 2, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Biomedicina.
  • RESOLUÇÃO CNE/CES nº 04, de 06 de abril de 2009. Dispõe sobre carga horária mínima e procedimentos relativos à integralização e duração dos cursos de graduação em Biomedicina, Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição e Terapia Ocupacional, bacharelados, na modalidade presencial também foram incorporadas.

Legislações que regula a profissão que o curso habilita a exercer

  • LEI Nº 6.684, DE 03 DE SETEMBRO DE 1979
  • DECRETO Nº 88.439, DE 28 DE JUNHO DE 1983.

 

OBJETIVOS DO CURSO

Seguindo as diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de graduação em Biomedicina1 o currículo estará voltado ao profissional biomédico com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado enfaticamente ao exercício de atividades referentes à Análises Clínicas, porém com conhecimento técnico-científico e perfil para atuar nas demais 32 especialidades ou habilitações as quais a profissão contempla. Desta forma, o egresso do Curso de Biomedicina do UNICEP deverá ser capaz de atuar, além da Análises Clínicas, no enorme leque de competências e habilidades (após curso de especialização) descritas nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de graduação em Biomedicina, das quais se destacam:

I. Biomédico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado ao exercício de atividades referentes às análises clínicas, citologia oncótica, análises hematológicas, análises moleculares, produção e análise de bioderivados, análises bromatológicas, análises ambientais, bioengenharia e análise por imagem, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

II. Biomédico com Licenciatura em Biomedicina capacitado para atuar na Educação Básica e na Educação Profissional em Biomedicina. Desde o início do curso de Biomedicina, o aluno deve ser motivado à aprendizagem teórico-prático necessária para exercício da profissão, envolvendo-se em atividades de extensão, em iniciação científica e em estágios nas diversas áreas de sua formação.

A formação do biomédico deverá atender ao sistema de saúde vigente no país, a atenção integral da saúde no sistema regionalizado e hierarquizado de referência e contra referência e o trabalho em equipe.

Portanto, o Biomédico, pela sua importância que exerce na sociedade, deve apresentar uma formação técnica, mas também humanista para exercer de fato sua cidadania, sempre com princípios éticos, políticos e sociais dentro de sua atividade profissional.

 

MERCADO DE TRABALHO

Áreas de atuação:

Análises Clínicas

Realizar exames de Análises Clínicas;

Assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos;

Assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames pré-transfussionais;

Assumir chefias técnicas, assessorias e direção destas atividades;

 

Análises Ambientais

Realizar análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente.

 

Indústrias

Atuar em indústrias químicas e biológicas na elaboração de soros, vacinas e reagentes.

 

Análises Bromatológicas

Resolução CFBm nº 78, de 29 de abril de 2002. =

 

A bromatologia é a disciplina científica que estuda integralmente os alimentos. Permite conhecer a sua composição qualitativa e quantitativa; o significado higiênico e toxicológico das alterações e contaminações, como e porque ocorrem e como evitá-las; qual é a tecnologia mais apropriada para tratá-los e como aplicá-la; como utilizar a legislação; segurança alimentar; proteção dos alimentos e do consumidor; quais os métodos analíticos a aplicar para determinar a sua composição e para determinar a sua qualidade.

A análise de alimentos é uma área muito importante no ensino das ciências que estudam alimentos, pois ela atua em vários segmentos do controle de qualidade, do processamento e do armazenamento dos alimentos processados. A palavra Bromatologia deriva do grego: Broma, Bromatos significa “dos alimentos”; e Logos significa Ciência. Portanto, por extensão dos termos BROMATOS e LOGOS, pode-se definir Bromatologia como a ciência que estuda os alimentos. A Bromatologia estuda os alimentos, sua composição química, sua ação no organismo, seu valor alimentício e calórico, suas propriedades físicas, químicas, toxicológicas e também adulterantes, contaminantes, fraudes, etc. A Bromatologia relaciona-se com tudo aquilo que, de alguma forma, é alimento para os seres humanos, tem a ver com o alimento desde a produção, coleta, transporte da matéria-prima, até a venda como alimento natural ou industrializado, verifica se o alimento se enquadra nas especificações legais, detecta a presença de adulterantes, aditivos que são prejudiciais à saúde, se a esterilização é adequada, se existiu contaminação com tipo e tamanho de embalagens, rótulos, desenhos e tipos de letras e tintas utilizadas. Enfim, tem a ver com todos os diferentes aspectos que envolvem um alimento, com isso permitindo o juízo sobre a qualidade do mesmo.

 

Compete ao Biomédico:

Realizar análises físico-químicas e microbiológicas para aferição da qualidade e contaminação de alimentos, desde a produção, passando pela coleta, transporte e pelo armazenamento. O biomédico habilitado nessa área poderá assumir as atividades de responsabilidade técnica, realizar relatórios técnicos, perícias, consultorias e assinar os laudos.

 

Biologia Molecular

Realizar coleta de materiais, análise, interpretação, emissão e assinatura de laudos e de pareceres técnicos.

 

Genética

Participar de pesquisas em todas as áreas da genética, como coordenador ou membro da equipe; Realizar exames de Citogenética Humana e Genética Humana Molecular (DNA), realizando as culturas, preparações citológicas e análises; Assumir a responsabilidade técnica, elaborando e firmando os respectivos laudos e transmitindo os resultados dos exames laboratoriais a outros profissionais, como consultor, ou diretamente aos pacientes, como aconselhador genético.

 

Reprodução Humana

Atuar em Identificação e Classificação oocitária; Processamento Seminal; Espermograma; Criopreservação Seminal; Classificação embrionária; Criopreservação Embrionária; Biópsia Embrionária e Hatching; Atuar em Embriologia. Realizar a manipulação de gametas (oócitos e espermatozóides) e pré-embriões.

 

Citologia Oncótica

Realizar colheita de material cérvico vaginal e leitura da respectiva lâmina, exceto a colheita de material através da técnica de Punção Biópsia Aspirativa por Agulha Fina (PAAF); Realizar a leitura de citologia de raspados e aspirados de lesões e cavidades corpóreas, através da metodologia de Papanicolaou; Atuar no setor de imunohistoquímica e imunocitoquímica, referente ao diagnóstico citológico; Assumir responsabilidade técnica, firmando os respectivos laudos.

 

Banco de Sangue

Banco de Sangue – (sob a supervisão de médico especialista em hemoterapia ou hematologia), Resolução CFBm nº 78, de 29 de abril de 2002, Resolução CFBm nº 227, de 7 de maio de 2013, RDC Anvisa nº 57, de 16 de dezembro de 2010. A lei nº 10.205, de 21 de março de 2001, regulamenta o §4º do art. 199 da Constituição Federal, relativo à coleta, processamento, estocagem, distribuição e aplicação do sangue, seus componentes e derivados e estabelece o ordenamento institucional indispensável à execução adequada dessas atividades.

 

Compete ao Biomédico:

  • Assumir chefias técnicas, assessoramento e executar trabalhos específicos e relacionados ao processamento semi-industrial e industrial do sangue, correlatos e realizar todos os procedimentos técnicos de banco de sangue, transfusão, infusão de sangue, hemocomponentes e hemoderivados;
  • Executar o processamento de sangue e suas sorologia;
  • Realizar exames pré e pós transfusionais;
  • Assumir chefias técnicas, assessorias e direção de unidades;
  • Manusear equipamentos de auto-transfusão;
  • O profissional legalmente habilitado nesta área poderá exercer todas as atividades inerentes a este campo, com exceção do ato transfusional.
  • A responsabilidade técnica deve ficar a cargo de um médico especialista em Hemoterapia e / ou Hematologia.

 

Atuar em Tomografia computadorizada (TC), Ressonância Magnética (RM), Medicina nuclear (MN), Radioterapia (RT) e radiologia médica, excluída a interpretação de laudos (ato privativo do profissional médico), e novas tecnologias e aplicações que por ventura sejam aplicadas à área do Diagnóstico por imagem e terapia. As áreas mais significativas são:

  • Operação de equipamentos;
  • Desenvolvimento de protocolos de estudo e examinação;
  • Desenvolvimento de novas técnicas e pesquisa;
  • Coordenação de grupos de colaboradores, administração e gestão de conteúdo e contingente dos setores;
  • Gerenciamento de sistemas de armazenamento de imagens médicas de diagnóstico.
  • Aplicação de produtos para clientes.
  • Atuar na industria de equipamentos e serviços.
  • posição adotada para o exame de ultrassonografia, por ser um exame praticamente operador-dependente, deve ser executado e laudado pelo mesmo profissional, uma vez que o biomédico é impossibilitado de promover laudos médicos, a execução desta prática de exame deve ser observada pelo médico responsável técnico do serviço de radiologia.
  • Atuar no campo da Informática Médica, exercendo atividades no produto final dos estudos realizados, seja o conteúdo de dados ou armazenamento das imagens adquiridas utilizando os sistemas HIS (Hospital Information System), RIS (Radiology Information System) e PACS (Picture Archiving in Communication System) ou outros sistemas de imagens médicas.

 

Coleta de materiais

Realizar toda e qualquer coleta de amostras biológicas para realização dos mais diversos exames, como também supervisionar os respectivos setores de coleta de materiais biológicos de qualquer estabelecimento que a isso se destine. Excetuam-se as biópsias, coleta de líquido, cefalorraquidiano (liquor) e punção para obtenção de líquidos cavitários em qualquer situação.

** No exercício das atribuições acima indicadas, poderá o Biomédico assumir a responsabilidade técnica, quer de Laboratórios, quer de indústrias, firmando os respectivos laudos ou pareceres.

** Para a realização dessas atividades o biomédico deverá ter o reconhecimento de habilitação na área específica.

** Para o exercício de quaisquer das atividades referidas, torna-se indispensável a prévia inscrição do Biomédico neste Conselho.

 

Opções de Empregabilidade

  • Patologia Clínica
  • Parasitologia
  • Microbiologia
  • Imunologia
  • Hematologia
  • Bioquímica
  • Virologia
  • Fisiologia
  • Fisiologia Geral
  • Fisiologia Humana
  • Fiscalização Técnica e Sanitária
  • Exercício de Docência de Nível Médio e Superior
  • Indústria
  • Laboratório de Análises Clínicas
  • Indústrias e Laboratório de Análises de Alimentos
  • Pesquisa Científica
  • Indústria de Biotecnologia
  • Perícia Criminal
  • Biologia Molecular e Genética
  • Banco de Sangue
  • Biomedicina Estética
  • Toxicologia

 

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

Competências Gerais:

  • Atenção à saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e continua com as demais instâncias do sistema de saúde. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto a nível individual como coletivo;
  • Tomada de decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir habilidades para avaliar, sistematizar e decidir a conduta mais apropriada;
  • Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação.
  • Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;
  • Administração e gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;
  • Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, não apenas transmitindo conhecimentos, mas proporcionando condições para que haja beneficio mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços.

 

Competências e Habilidades Específicas:

  • assimilar a grande massa de conhecimentos que lhe será oferecida durante o período de graduação profissional;
  • assimilar as constantes mudanças conceituais e evolução tecnológica apresentadas no contexto mundial;
  • avaliar e responder com senso crítico as informações que estão sendo oferecidas durante a graduação e no exercício profissional;
  • formar um raciocínio dinâmico, rápido e preciso na solução de problemas dentro de cada uma de suas habilitações específicas;
  • ser dotado de espírito crítico e responsabilidade que lhe permita uma atuação profissional consciente, dirigida para a melhoria da qualidade de vida da população humana;
  • aprofundar a sua formação básica por meio de pós-graduação específica (lato e strictu sensu) apresentando sinais claro de competência na entrada, permanência e conclusão do mesmo em consequência de sua sólida formação acadêmica;
  • de acordo com o inciso II do artigo 43 da LDB, estar "diplomado nas diferentes áreas do conhecimento", que possam ser inseridos em setores profissionais de saúde e tecnologia diferenciados imediatamente;
  • exercer, além das atividades técnicas pertinentes a profissão, o papel de educador, gerando e transmitindo novos conhecimentos para a formação de novos profissionais e para a sociedade como um todo;
  • conduzir todas as suas atividades profissionais dentro do mais alto rigor científico, ético e moral.

 

COORDENAÇÃO

A coordenação do Curso de Farmácia está sob responsabilidade do Prof. Dr. Daniel Sivieri Cordeiro, farmacêutico bioquímico formado pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, FCFRP/USP, em 1998. É doutor em Ciências Farmacêuticas, pela FCFRP/USP em 2005 com a tese intitulada “Secagem de Plantas Aromáticas e Medicinais: Obtenção de Isotermas de Equilíbrio e Características de Secagem das Folhas de Maytenus ilicifolia (Espinheira Santa) e Cymbopogon citratus (Capim Limão)”.

O Professor Daniel Sivieri Cordeiro possui experiência como docente, tendo trabalhado como professor substituto da disciplina de Economia e Administração Farmacêutica pela FCFRP/USP em 2006 e atualmente ministra aulas teóricas e práticas nas disciplinas de Industria, Química Farmacêutica e Síntese de Fármacos pela Faculdade de Farmácia, Orientação de Estágios e TCC do UNICEP.

Como experiência administrativa é coordenador do Curso de Farmácia do UNICEP (desde 2007) tendo trabalhado na elaboração do Plano Pedagógico do Curso e sendo também membro do Conselho do Curso desde 2006.

Contatos: e-mail: d_sivieiri@yahoo.com.br

Telefone: (16) 3362-2111 ramal 2140

 

NFRAESTRUTURA DO CURSO

Os estudantes do Centro Universitário, do Campus II, dispõem de amplo acesso aos equipamentos instalados em seus Laboratórios Específicos. Esses laboratórios são disponibilizados para as aulas práticas das disciplinas Citologia, Histologia e Embriologia, Anatomia Humana, Química Geral e Inorgânica, Bioquímica, Fisiologia, Parasitologia, Química Orgânica, Química Analítica e Instrumental, Bioenergética e Metabolismo, Microbiologia Geral, Patologia Geral, Biologia Molecular, Micologia, Embriologia Médica, Imunologia Aplicada, Toxicologia Geral, Bacteriologia e Virologia, Microbiologia de Alimentos, Líquidos Corporais, Citopatologia Clínica, Hematologia Clínica, Parasitologia Médica, Bacteriologia Médica, Micologia Médica, Imunologia Médica, Bioquímica e Enzimologia Médica, Hemoterapia, Biossegurança, Tópicos Especiais e, também, podem ser utilizados para as disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso para a realização de experimentos, testes e simulações, em projetos de extensão e pesquisa.

Os Laboratórios de Ensino da Área da Saúde do UNICEP, oferece a seus estudantes laboratórios em várias áreas do conhecimento, devidamente equipados e instalados em salas específicas. Eles são meios auxiliares para que se atinjam os objetivos definidos pelas Coordenações de Cursos, docentes em disciplinas com práticas laboratoriais, pesquisadores em projetos de pesquisa ou por outros usuários, embora sejam destinados a dar suporte prioritariamente ao ensino de graduação. Outras atividades como pesquisa, extensão, ensino de pós-graduação ou prestação de serviços são autorizadas conforme viabilidade.

A UNICEP possui Laboratórios Multidisciplinares, Laboratório de Microscopia, Laboratório de Biotecnologia e Genética e Laboratório de Microbiologia e Imunologia. Já os Laboratórios do Complexo Multidisciplinar de Saúde, abrigam os Laboratórios de Anatomia I e II e o Laboratório Multidisciplinar III e Laboratório Didático de Análises Clínicas.

Os laboratórios específicos têm como objetivo atender às aulas práticas das disciplinas, permitir o desenvolvimento de pesquisas (aulas práticas, iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso), atender às necessidades do estágio supervisionado e proporcionar ações de extensão junto à comunidade.

O Curso de Biomedicina conta com o Laboratório Didático de Análises Clínicas também localizado no Complexo Multidisciplinar de Saúde, proporcionando ao estudante a vivência com equipamentos e técnicas para as diversas áreas biomédicas como análises clínicas e patologia clínica. Estes laboratório de habilidades possuem uma recepção, salas para desenvolvimento das atividades, uma sala para estudos. Este Laboratório são espaços que proporcionam aos estudantes a integração entre o conhecimento teórico adquirido em sala de aula e a aplicação deste conhecimento na prática; conhecimento e correta utilização de alguns equipamentos como espectrofotômetro, balança de precisão. Permitem ao estudante observar e praticar as técnicas e procedimentos adequados para realização de diagnósticos clínicos e manipulação adequada de kits para diagnóstico.

 

CONTEÚDO CURRICULAR

Os conteúdos curriculares são estabelecidos buscando a afinidade ao perfil do egresso do Curso. Sua adequação se faz mediante as orientações e decisões de vários segmentos. Os critérios estão relacionados como a filosofia institucional e com a garantia de flexibilização e preservação da proposta inicial do curso. Os conteúdos e suas respectivas dimensões visam à adequação do ensino as demandas sociais, ao mercado de trabalho e a incorporação de novas tecnologias educacionais ao currículo. Foram elaborados de acordo com os aspectos legais e pretende assegurar a consecução dos objetivos propostos.

A organização didática e pedagógica expressa nos conteúdos curriculares do curso se dá por meio da relação ensino e aprendizagem de conhecimentos teóricos encadeados com os conhecimentos práticos, técnicos e específicos pertinentes ao universo de atuação no se insere este curso. Dessa forma, a estrutura curricular incorpora disciplinas numa sequência facilitadora para o entendimento teórico e prático subsequente de conteúdos que possibilitam à reflexão, o olhar crítico, a visão integradora, a análise em campo, as atividades simulatórias, os estudos de casos e o desenvolvimento de trabalhos que permitam contato direto com o mercado e seus profissionais.

Os conteúdos essenciais para o curso de graduação em Biomedicina estabelecidos no plano curricular devem abranger o processo saúde-doença do cidadão, da família e da comunidade, e integrados à realidade epidemiológica e profissional. Os conteúdos contemplam as seguintes dimensões:

  • Ciências Exatas – incluem-se os processos, os métodos e as abordagens físicos, químicos, matemáticos e estatísticos como suporte às ciências farmacêuticas;
  • Ciências Biológicas e da Saúde – serão trabalhados conteúdos (teóricos e práticos) de bases moleculares e celulares dos processos normais e alterados, da estrutura e função dos tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos, bem como processos bioquímicos, microbiológicos, imunológicos, genética molecular e bioinformática, em todo o desenvolvimento do processo saúde-doença, ligados aos serviços biomédico;
  • Ciências Humanas e Sociais – nestas estão conteúdos referentes às dimensões da relação indivíduo-sociedade, contribuindo para a compreensão dos determinantes sociais, culturais, comportamentais, psicológicos, ecológicos, éticos e legais. Fazem parte, também, desse bloco conteúdos envolvendo a comunicação, a economia e gestão administrativa em nível individual e coletivo;
  • Ciências Profissionalizantes – incluem-se os conteúdos teóricos e práticos relacionados com a pesquisa e o desenvolvimento, produção e garantia da qualidade de matérias-primas, insumos; legislação sanitária e profissional; ao estudo em patologia

 

Assim sendo, o plano curricular do curso de graduação em Farmácia do Centro Universitário Central Paulista - UNICEP, constituir-se-á das disciplinas distribuídas em 4 grandes áreas do conhecimento: Ciências Exatas; Ciências Humanas e Sociais; Ciências Biológicas e da Saúde e Ciências Profissionalizantes.

Para uma maior flexibilização, o estudante pode buscar outras disciplinas de outros cursos por meio das disciplinas optativas.

A sequência curricular do Curso de Biomedicina, bem como a metodologia de ensino e estrutura física, corpo docente e técnico administrativo contribui diretamente para que os objetivos sejam atingidos. Desde o início do curso, a abordagem das disciplinas das áreas básicas das Ciências Biológicas e da Saúde, e as disciplinas de Química, dão embasamento para as disciplinas profissionalizantes como disciplina específicas de clínicas, análises clínicas, principais doenças e realização de seu diagnóstico por meio de análise laboratorial.

As disciplinas de Bioestatística e Matemática Aplicada, proporcionam embasamento para o desenvolvimento da pesquisa em diversas áreas. As disciplinas Projeto Integrado Multidisciplinar I, II e III, Metodologia do Trabalho Científico e Orientação de Estágio I-atividades complementares, TCC, asseguram o desenvolvimento da pesquisa.

A formação Humana e Social são base para o entendimento das disciplinas específicas como Biossegurança e Legislação entre outras.

O desenvolvimento e avaliação farmacológica e toxicológica são contemplados através de das disciplinas de Farmacocinética e e Toxicologia Geral. Por meio destas disciplinas, os discentes ficam aptos a avaliar a ação farmacológica e interação medicamentosa entre fármacos, bem como diagnosticar os seus possíveis efeitos toxicológicos.

A ênfase em alimentos de uso enteral e parenteral está relacionada a disciplina de Microbiologia de Alimentos e bromatologia, demostrando a flexibilidade do currículo e havendo uma maior integralização entre as disciplinas. Os produtos farmacêuticos e tecnologias aplicadas à área da saúde são contemplados através das disciplinas de Indústria.

O desenvolvimento e validação, execução e emissão de laudos de metodologias e técnicas analíticas voltadas ao controle e garantia da qualidade de produtos e serviços farmacêuticos no laboratório de análises clínicas e toxicológicas são realizados no currículo à medida que se oferece a disciplina de Análises Clínicas I e II e Parasitologia Clínica, Controle de Qualidade, Diagnóstico Laboratorial, Patologia Geral.

O controle, produção e análise de alimentos de uso enteral e parenteral e suplementos alimentares são abordados em várias disciplinas.

 

MATRIZ CURRICULAR

A matriz curricular do Curso de Graduação em Farmácia segue as diretrizes Curriculares do Curso (DCN), baseada na RESOLUÇÃO CNE/CES 2, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003 que Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Biomedicina. O gráfico mostra o perfil o perfil de formação (gráfico pizza).

Gráfico Biomedicina

 

PERFIL DO EGRESSO

O Biomédico é o profissional da saúde que trabalha com análises clínicas, análises bromatológicas, análise ambiental, banco de sangue, acupuntura, dentre outros, englobando um conhecimento multidisciplinar. O futuro profissional tem o dever de atender as reais necessidades nacionais e regionais com comprometimento ético visando estabelecer e manter a saúde do ser humano, devendo possuir formação teórico-prática e cultural possibilitando decidir e solucionar problemas pertencentes às habilidades biomédicas. Além de possuir uma visão crítica e reflexiva frente aos problemas a serem solucionados e ter compreensão para adquirir novos conhecimentos com senso ético.

A proposta curricular do curso de Biomedicina da UNICEP visa formar um perfil profissional, cuja graduação possibilita aos egressos competência profissional técnica e científica para atuação em análises clínicas, se integrando com os demais profissionais da área da saúde na elucidação dos diagnósticos de laboratório, na participação das condutas terapêuticas e no acompanhamento da evolução do paciente. A atuação do biomédico na promoção da saúde e na prevenção de doença (Atenção Básica) no diagnóstico laboratorial (Média e Alta Complexidade) é enfatizada na proposta em seus estágios supervisionados e nas atividades complementares de extensão universitária.

O perfil profissional do egresso do curso de Biomedicina do UNICEP embasa-se numa concepção integral de saúde, pois a Instituição juntamente com o corpo docente objetivam e comprometem-se em formar um profissional com competência técnica e político para atuar na promoção da saúde e bem estar do cidadão, garantido por uma formação acadêmica teórico-prática consistente.

Atenta ao cenário global, o Centro Universitário Central Paulista - UNICEP vem sintonizar com as necessidades da comunidade regional, contribuindo para a formação de profissionais Biomédicos competentes, críticos e com formação humana, visando atender às necessidades do país, permitindo melhorar as condições de saúde e a promoção do desenvolvimento econômico e social da região.

Para tanto, o profissional formado pelo UNICEP, terá uma sólida formação nas área de Análises Clínicas em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Biomedicina.

Desta forma, o egresso do Curso de Biomedicina UNICEP deverá estar apto a:

  • Apresentar rigor científico e intelectual a ao atuar em todos os níveis de atenção à saúde;
  • Exercer atividades referentes às análises clínicas;
  • Pautar-se em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio;
  • Dirigir sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade;
  • Formação humanística e visão holística que o habilite a compreender o meio social, político, econômico e cultural no qual se insere e a tomar decisões numa sociedade globalizada e em constantes mudanças;
  • Internalização de valores, tais como responsabilidade social, justiça e ética profissional, adequados à dinâmica dos negócios;
  • Formação técnica e científica para atuar na administração dos diversos tipos de organizações e a desenvolver atividades específicas, provenientes da prática profissional;
  • Capacidade de liderança, situando-se e, condições de desenvolver seu próprio negócio ou a participar da criação e implementação de organizações complexas ou de micros ou pequenas empresas;
  • Capacidade para atuar em equipes multidisciplinares, interagindo com profissionais de outras áreas;
  • Capacidade de recrutar, formar e motivar quadros qualificados, com competências distintas;
  • Competência para empreender ações, analisando criticamente as organizações antecipando e promovendo suas transformações;
  • Capacidade de compreensão da necessidade de constante e contínuo aperfeiçoamento profissional e do desenvolvimento de suas características básicas de personalidade.

 

CORPO DOCENTE

NOME TITULAÇÃO DISCIPLINA
Alessandra Maria Martins Cordeiro Mestre Elementos de Matemática / Bioestatística
André Vessoni Alexandrino Mestre Genética / Biologia Molecular
Genética / Biologia Molecular Doutora Patologia Geral / Citopatologia Clínica/ Fisopatologia Clínica / Estágios Supervisionados
Christian Alexander Guimarães Doutor Química Geral e Inorgânica; Química Orgânica; Bromatologia; Controle de Qualidade
Cíntia Alessandra Matiucci Pereira Doutora Microbiologia Geral; Microbiologia de Alimentos
Cristiane Aparecida Ferino Minhoni Mestre Parasitologia; Imunologia; Imunologia; Hematologia Laboratorial, Hemoterapia; Parasitologia Laboratorial Clínica; Estágio Supervisionado
Cristina Correia Ferro Toniolo Doutora Bioquímica Estrutural; Bioquímica Metabólica
Daniel Sivieri Cordeiro Doutor Projeto Integrado Multidisciplinar III / Empreendedorismo
Elisete Márcia Correa Doutora Metodologia do Trabalho Científico; Projeto Integrado Multidisciplinar I
Fabrício Gonçalves Correa Doutor Fisiologia Humana
Helen Baldan Cimatti Doutora Toxicologia Geral e Análises Toxicológicas; Bioquímica e Enzimologia Clínica, Estágio Supervisionado
Maria Elisabeth Assis Mestre Língua Portuguesa
Josmar Brandão Coutinho Doutor Responsabilidade Social; Filosofia, Sociologia; Antropologia e Relações Étnico Racial e História afro brasileira e indígena
Juliana Cristina da Silva Doutora Diagnóstico Laboratorial; Bacteriologia e Virologia, Micologia, Micologia Clínica, Bacteriologia Clínica, Fundamentos de Análises Clínicas, Biossegurança e Legislação, Estágio Supervisionado
Ketilyn Fernanda Migliato Doutora Orientação em Estágio Atividades Complementares
Lucia Helena de Aguiar Vieira Doutora Citologia, Histologia e Embriologia, Projeto Integrado Multidisciplinar II – Meio Ambiente
Luís Roberto Paschoal Doutor Físico-Química aplicada à Saúde; Química Analítica e Instrumental; Fundamentos de Análises Ambientais
Maria Sylvia Carvalho de Barros Doutora Epidemiologia e Saúde Coletiva
Renata Fabiane Jorge Tiossi Mestre Toxicologia Geral e Análises Toxicológicas
Silmara Cristina Fanti Doutora Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)
Silvana Aparecida Orlandi Santos Especialista Farmacocinética e Farmacodinâmica
Silvia Andréia Tesser Doutora Anatomia Humana
Tania Marcondes Mestre Primeiros Socorros

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

O Estágio Curricular de Graduação do Curso de Biomedicina foi organizado, planejado e aplicado conforme regulamentação específica da UNICEP, orientada por Planos de Ensino e pelo Calendário Escolar e atende ao disposto no Art. 7o da Resolução CNE/CES 2/2003, que determina que a formação do biomédico deve garantir o desenvolvimento de estágios curriculares, sob supervisão docente.

A carga horária mínima do estágio curricular supervisionado deverá atingir 20% da carga horária total do curso de graduação em Biomedicina proposto ou 640 horas, com base no Parecer/Resolução específico da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. Parágrafo único. O estágio curricular poderá ser realizado na Instituição de ensino superior e/ou fora dela, em instituição/empresa credenciada, com orientação docente e supervisão local, devendo apresentar programação previamente definida em razão do processo de formação.

Desta forma, estágio obrigatório compreende um total de 640 horas, divididas em 3 estágios (Estágio Supervisionado I, II e III) que ocorrem no oitavo período do curso diurno e nono e décimo período noturno. Como as demais disciplinas, está sujeito às normas estabelecidas pela Universidade. O Estágio Curricular do Curso de Biomedicina é uma atividade didático-pedagógica, constituída por práticas supervisionadas, podendo ser desenvolvido dentro da universidade ou em instituições conveniadas com a mesma. É uma atividade de caráter obrigatório nas áreas de atuação profissional do biomédico, conforme legislação pertinente.

Trata-se de um período de exercício pré-profissional, em que o estudante permanece em contado direto com o ambiente de trabalho, desenvolvendo atividades fundamentais, profissionalizantes ou comunitárias, programadas ou projetadas, avaliáveis, com duração limitada e supervisionada.

Somente estão aptos a iniciar o Estágio Curricular os alunos aprovados em todas as disciplinas envolvidas na seqüência curricular, conforme as normas de estágio establecidas pelo Conselho de Curso de Biomedicina.

O Estágio em Biomedicina tem por objetivo principal permitir ao aluno estagiário a prática de metodologias relacionadas às diversas áreas de atuação profissional ,integrando-o a equipes de atenção à saúde,visando o treinamento e formação profissional, assim como:

  • Oferecer ao aluno a oportunidade de ampliar e integrar o conhecimento adquirido para a sua formação profissional;
  • Desenvolver no aluno habilidades consideradas indispensáveis ao exercício profissional;
  • Criar oportunidade para que o aluno possa estabelecer relações entre teoria e a prática profissional;
  • Proporcionar ao estudante a oportunidade de desenvolver suas habilidades e analisar situações reais de vida e trabalho de seu meio;
  • Complementar o processo ensino-aprendizagem através da conscientização das deficiências e incentivar a busca de aprimoramento social,cultural e profissiona;
  • Consolidar, através de orientações individualizadas para apredizado e aperfeiçoamento de atividades técnicas e científicas adequadas à prática profissional;
  • Incentivar o desenvolvimento das potencialidades individuais para o gerenciamento e responsabilidade técnica de laboratórios de análises clínicas e especializadas.

 

Manual de Estágio

 

DOCUMENTOS IMPORTANTES

Atividades Complementares

 

Orientação em Estágio I

 

Orientação em Estágio II

 

Orientação em Estágio III

 

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Projeto Pedagógico

 

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

As atividades de complementares representam uma forma importante de viabilizar e estimular o relacionamento dos estudantes e docentes com diferentes setores da sociedade. Permitem um diálogo com diversos segmentos sociais, propiciando o conhecimento da realidade, a descoberta e a experimentação de alternativas de solução e encaminhamento de problemas.

As atividades de extensão têm por objetivos:

  • Intensificar o contato dos alunos com a sociedade, contribuindo para sua formação e despertando a consciência para a necessidade de um compromisso social;
  • Promover a integração entre o currículo e as situações concretas da sociedade que o futuro profissional vai encontrar;
  • Contribuir para a formação ética do profissional;
  • Estimular atitude de interação com a realidade.

 

As atividades de extensão ocorrem de forma diversificada, de acordo com diferentes situações e parceiros junto as quais são desenvolvidas.

Entretanto, no desenvolvimento de qualquer atividade de extensão, os estudantes, com a orientação de um professor, têm oportunidade de:

  • Conhecer realidades específicas, elaborando, cooperativamente, levantamentos, pesquisas de campo, diagnósticos, projetos e colaborando no encaminhamento de soluções de problemas;
  • Acompanhar, apoiar e assessorar projetos em desenvolvimento e atividades de rotina;
  • Vivenciar práticas profissionais de forma cooperativa e multidisciplinar em situações concretas de demandas de instituições e da população;
  • Colaborar, atendendo certas necessidades da população, em ações promovidas pelo poder público ou por organizações da sociedade civil;
  • Desenvolver atividades de intercâmbio de conhecimentos entre a universidade e a população, ministrando cursos, fazendo ou promovendo palestras, levantamentos de dados, realizando orientação para a população, etc.

Com essas atividades, pretende-se a formação de um profissional cidadão, o que requer a efetiva interação do aluno com a sociedade, permitindo referenciar sua formação técnica com os problemas que um dia terá de enfrentar.

No Curso de Biomedicina do UNICEP, essas atividades, as quais se desenvolvem em diferentes áreas e projetos de extensão, permitem que o aluno vivencie experiências de reconhecimento e de intercâmbio com a operacionalização de programas e políticas públicas na área de saúde e assistência farmacêutica.

 

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

Como exigência para a graduação como Bacharel em Biomedicina (atendendo a Resolução CNE/CES 2/2002, Art. 12), o curso de Biomedicina prevê a elaboração de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O TCC deverá ser composto de um Levantamento Bibliográfico para subseqüente atividade experimental ou revisão de literatura sobre tema pertinente à ciência farmacêutica, fundamentando-se nos conhecimentos teóricos metodológicos assimilados durante todo o desenvolvimento do curso. Assim, o TCC assume o caráter de treinamento metodológico e exercício científico.

A disciplina TCC oferecida aos alunos matriculados no curso de Biomedicina caracteriza-se por ser uma disciplina de 44 h/a cada, tendo como objetivo central propiciar aos alunos um contato direto e efetivo com a elaboração de um texto acadêmico-científico.

Os alunos, futuros Bacharéis em Biomedicina, deverão, necessariamente, elaborar suas monografias de forma coerente com o perfil deste profissional. A caracterização da monografia deverá estar de acordo com as normas descritas no Plano de Monografia, bem com a ciência do professor da disciplina TCC. O trabalho desenvolvido deverá ser apresentado para uma Banca Examinadora, composta por docentes do UNICEP ou de outras instituições com atuação em áreas afins ao tema da Monografia. O Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão do Curso de Biomedicina está a disposição dos alunos e professores através do site www.unicep.com.br, no ambiente do aluno de Biomedicina.

Você também pode!

Possibilita que o aluno financie seu curso SEM JUROS! Pagando metade do valor das mensalidades enquanto estuda, e a outra metade depois que se formar.

Programa do MEC destinado a financiar a graduação no Ensino Superior de estudantes que não têm condições de arcar com os custos de sua formação, regularmente matriculados em instituições particulares cadastradas no Programa e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC. *Exceto Curso de Odontologia.

Tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais, a estudantes de cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. *Exceto Curso de Odontologia.

Programa do Governo do Estado de São Paulo, que concede bolsa integral a alunos matriculados nas IES em troca de trabalho nas escolas estaduais aos finais de semana. *Exceto Curso de Odontologia.

O programa visa a apoiar os alunos que apresentam carência sócio-econômica e disponibilidade para prestar serviços em diversos setores da instituição. O aluno recebe uma bolsa estudo/estágio na UNICEP, sem prejuízo de suas atividades acadêmicas. O termo de compromisso é válido por seis meses, podendo ser renovado de acordo com a indicação e/ou solicitação do setor assistido. *Exceto Curso de Odontologia.

Desconto concedido a alunos com um ou mais irmãos ou parentes de 1º Grau ou cônjuges, matriculados na Instituição, desde que o pagamento da mensalidade seja efetuado até a data do vencimento. *Exceto Curso de Odontologia.

Seleção por meio de prova elaborada por professor da área. O aluno com o melhor aproveitamento na prova é selecionado para dar monitoria na disciplina, cumprindo uma carga horária de 10 horas semanais. (Exigência: o aluno deve ter cursado e sido aprovado na disciplina). *Exceto Curso de Odontologia.

A UNICEP mantém convênio com várias empresas e órgãos públicos da região com intuito de beneficiar os colaboradores e funcionários de tais instituições concedendo descontos nas mensalidades. Consulte-nos para saber se a empresa ou órgão público em que trabalha possui convênio conosco e aproveite esta oportunidade. *Exceto Curso de Odontologia.

TRANSFERÊNCIA: Você que está estudando em outra instituição de ensino superior e está em dia com suas mensalidades, tem a possibilidade de transferir seu curso para UNICEP pagando o mesmo valor que está pagando na outra IES ou obter desconto de até 30% nas mensalidades. (sujeito à análise de vagas, documentação acadêmica e comprovação do valor da mensalidade). *Exceto Curso de Odontologia.

A UNICEP concede bolsas parciais de 50% de desconto para alunos graduados em universidades públicas e para egressos da própria UNICEP e, de 30% para egressos de outras instituições de ensino superior privadas, que desejarem cursar sua 2ª graduação conosco. (Válidos para ingressantes em 2017). *Exceto Curso de Odontologia.

Será concedido automaticamente desconto nas mensalidades até o final do curso para os alunos que se matricularem em cursos superiores relacionados pela UNICEP no início de cada ano, de acordo com demandas específicas. Caso tenha interesse, entre em contato conosco e obtenha a relação dos cursos e descontos previstos. *Exceto Curso de Odontologia.

A UNICEP concede desconto de até 40% para alunos que participam de competições esportivas, de âmbito nacional, profissionalmente (Federados - mediante comprovação). *Exceto Curso de Odontologia.

 

SETOR DE RELACIONAMENTO DISCENTE

Esgotadas todas as possibilidades citadas acima, o SETOR DE RELACIONAMENTO DISCENTE, após receber as solicitações de desconto, considerando a carência econômica e o desempenho acadêmico do aluno realiza uma análise e apresenta parecer para a Mantenedora, que poderá conceder descontos no valor da mensalidade de até 30%. Semestralmente a UNICEP fixará edital com a quantidade de bolsas parciais a serem concedidas, de acordo com os cursos e turmas em andamento, bem como cronograma estabelecido para o processo de concessão.
Para renovação do benefício o aluno não poderá ter qualquer dependência acadêmica.

OBS.: Os benefícios não são cumulativos. Preponderará o maior desconto.

Para maiores informações:

Setor de Relacionamento Discente
Telefone: (16) 3362-2111 ramal 2118
Secretaria