NAC - NÚCLEO DE AVALIAÇÃO CONTINUADA


O QUE É NAC ?



De acordo com o Sistema Nacional de Avaliação de Ensino Superior (SINAES), a avaliação interna é um processo contínuo por meio do qual uma instituição constrói conhecimento sobre sua própria realidade, buscando compreender os significados do conjunto de suas atividades para melhorar a qualidade educativa e alcançar maior relevância social. Para tanto, sistematiza informações, analisa coletivamente os significados de suas realizações, desvenda formas de organização, administração e ação, identifica pontos fracos, bem como pontos fortes e potencialidades, e estabelece estratégias de superação de problemas.

A avaliação de uma Instituição de Ensino Superior tem caráter formativo e visa o aperfeiçoamento dos agentes da comunidade acadêmica e da instituição como um todo. Tal ocorre, em especial, quando conta com a participação efetiva de toda a comunidade interna e, ainda, com a contribuição de atores externos do entorno institucional. Nestes casos, a instituição constrói, aos poucos, uma cultura de avaliação que possibilita uma permanente atitude de tomada de consciência sobre sua missão e finalidades acadêmica e social. A auto-avaliação é, portanto, um processo cíclico, criativo e renovador de análise, interpretação e síntese das dimensões que definem a Instituição.



HISTÓRICO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL



O processo de avaliação institucional da UNICEP vem sendo desenvolvido e aprimorado de forma sistematizada desde 1995. Em 22 de maio de 1998, os membros da Congregação do Centro de Ensino Superior de São Carlos (CESUSC) aprovaram, por unanimidade, a criação do Programa de Avaliação Continuada, PAC-ASSER. Elaborado nos moldes do Documento Básico do PAIUB - Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras, o PAC-ASSER vem sendo implementado sob a coordenação de seu Comitê Executivo, que hoje é constituído por: MSc. Karin Storani - coordenadora do NAC, Dra. Eliane Aparecida C. Araújo - representante do segmento docente, Juliana Soares Artimundo - representante do segmento técnico-administrativo e Danila Nunes Rodrigues - representante do segmento discente.

Até outubro de 2004, a autoavaliação centrou-se na avaliação dos aspectos acadêmicos de cada um dos cursos e nos aspectos infraestruturais da Instituição como um todo. Em ambos os casos, a avaliação foi feita pelos discentes.

Considerando-se, entretanto, que a avaliação das instituições de ensino superior sofreu mudanças a partir de 2004, a UNICEP ampliou sua proposta de autoavaliação e constituiu a Comissão Própria de Autoavaliação (CPA). Hoje, a comissão responsável pela autoavaliação do Centro é formada pelos seguintes membros:

Coordenadora: Profª MSc. Karin Storani

Segmento Docente:
Titular: Profª Drª Eliane Aparecida Campanha Araújo
Suplente: Prof. Dr. José Alberto Rodrigues Jordão

Segmento Discente:
Titular: Daniela Nunes Rodrigues

Segmento Técnico-Administrativo:
Titular: Juliana Soares Artimundo
Suplente: Rodrigo Rodrigues Pereira

Segmento da Sociedade Civil:
Titular: Neise Talarico Saia
Suplente: Hermínia Catarina P. Perandré



O NÚCLEO



O Núcleo de Avaliação Continuada foi criado em 1995 e é o responsável pela realização de todas as pesquisas internas e externas relacionadas à Instituição. É formado por equipe especializada em desenvolvimento e implementação de pesquisas. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 7hs às 21hs.

NAC - Núcleo de Avaliação Continuada
Centro Universitário Central Paulista - UNICEP
Rua Miguel Petroni, 5111 - Jardim Centenário
São Carlos, SP 13563-470 - Brasil
email: nac@unicep.com.br

Equipe Responsável

Coordenadora: Prof.ª MSc. Karin Storani - kastorani@unicep.com.br
Membro da CPA: Profª Drª Eliane Aparecida Campanha Araújo - araujoeac@yahoo.com.br
Funcionária: Daniela Nunes Rodrigues - dnunes@unicep.com.br
Funcionária: Juliana Soares Artimundo - jartimundo@unicep.com.br

Fone / Fax
(16) 3362-2111 Ramal 2151



PARA QUE SERVE?



A avaliação institucional tem como principais funções produzir conhecimentos, pôr em questão os sentidos do conjunto de atividades e finalidades cumpridas pela instituição, identificar as causas dos seus problemas e deficiências, aumentar a consciência pedagógica e capacidade profissional do corpo docente e técnico-administrativo, fortalecer as relações de cooperação entre diversos atores institucionais, tornar mais efetiva a vinculação da instituição com a comunidade, julgar acerca da relevância científica e social de suas atividades e produtos, além de prestar contas à sociedade.

Assim, a avaliação é norteadora das ações que devem ser tomadas pela Mantenedora, Direção Geral, Coordenação de Curso e para os profissionais que atuam na IES (docentes e funcionários) de uma forma geral, no sentido de aprimoramento do ensino, pesquisa, extensão e serviços oferecidos pela Instituição.

Nesse sentido, a avaliação permite aos gestores, docentes, discentes e funcionários técnicos administrativos refletirem sobre suas práticas e conhecerem seus erros e acertos, auxiliando-os a melhorarem suas características e corrigirem possíveis falhas.



POLÍTICAS DE AVALIAÇÃO DA UNICEP



Em 22 de maio de 1998, os membros da Congregação do Centro de Ensino Superior de São Carlos (CESUSC) aprovaram, por unanimidade, a criação do Programa de Avaliação Continuada, PAC-ASSER.

De modo geral, o PAC constitui um processo contínuo de aperfeiçoamento do desempenho acadêmico, capaz de gerar ferramentas para o planejamento da gestão universitária e para uma permanente prestação de contas à sociedade.

Para tanto, o Programa prevê o acompanhamento metódico das ações a fim de verificar se as funções e prioridades determinadas coletivamente estão sendo realizadas e atendidas. É este contraponto entre o pretendido e o realizado que dá sentido à avaliação.

O PAC, na qualidade de um processo de atribuição de valor, supõe um exame apurado de uma dada realidade, a partir de parâmetros de julgamento derivados dos objetivos, que orientam a constituição, desenvolvimento ou produto das ações dessa mesma realidade. Supõe, igualmente, racionalidade dos meios e utilização de aferições quantitativas e qualitativas.

Como uma sistemática de avaliação institucional da atividade acadêmica que considera a descentralização dos procedimentos para a tomada de decisão, o PAC observa alguns princípios básicos:

  • Aceitação ou conscientização da necessidade de avaliação por todos os segmentos envolvidos;

  • Reconhecimento da legitimidade e pertinência dos princípios norteados e dos critérios a serem adotados;

  • Envolvimento direto de todos os segmentos da comunidade acadêmica na sua execução e na implementação de medidas para melhoria do desempenho institucional.


Objetivos do Programa de Avaliação Continuada:

Fixados os princípios, o PAC elege o seu objetivo geral, traduzido em uma forma de rever e aperfeiçoar o projeto acadêmico e sócio-político da UNICEP, promovendo a permanente melhoria da qualidade e pertinência das atividades desenvolvidas. A utilização eficiente, ética e relevante dos recursos humanos e materiais da instituição, traduzida em compromissos científicos e sociais, assegura a qualidade e a importância dos seus produtos e a sua legitimação junto à sociedade.
Partindo deste objetivo geral, destacam-se os seguintes objetivos específicos:

  • Impulsionar um processo criativo de autocrítica da instituição, como evidência da vontade política de auto avaliar-se para garantir a qualidade da ação acadêmica e para prestar contas à sociedade da consonância dessa ação com as demandas científicas e sociais da atualidade;

  • Conhecer, numa atitude diagnóstica, como se realizam e se inter-relacionam na instituição as tarefas acadêmicas em suas dimensões de ensino, pesquisa, extensão e administração;

  • Estabelecer compromissos com a sociedade, explicando as diretrizes de um projeto pedagógico e os fundamentos de um programa sistemático e participativo de avaliação, que permita o constante reordenamento, consolidação e/ou reformulação das ações da instituição, mediante diferentes formas de divulgação dos resultados da avaliação e das ações dela decorrentes;

  • Repensar objetivos, modos de atuação e resultados na perspectiva de uma UNICEP mais consentânea com o momento histórico em que se insere, capaz de responder às modificações estruturais da sociedade;

  • Estudar, propor e implementar mudanças das atividades acadêmicas do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão, contribuindo para a formulação de projetos pedagógicos e institucionais socialmente legitimados e relevantes.


Dessa maneira, o PAC constitui-se num suporte valioso para as atividades de planejamento estratégico e para os programas de qualidade total.

Avaliar, portanto, está ligado à qualidade, como processo de identificação de pontos fortes e pontos fracos , para fortalecer e consolidar aqueles e corrigir estes.

A avaliação institucional envolve todos os serviços prestados pela UNICEP, nas atividades-fim (ensino, pesquisa, extensão e pós-graduação) e nas atividades-meio (apoio técnico, operacional e administrativo). Nenhum setor pode ficar de fora, desde a direção geral e seus integrantes até a zeladoria e os setores de conservação, limpeza e segurança patrimonial.

O desencadeamento do processo de avaliação institucional é precedido de ampla divulgação entre os membros da comunidade acadêmica (alunos, professores, pessoal técnico-administrativo, gestores educacionais e auxiliares de serviços gerais), dos objetivos do mesmo e de sua importância para o crescimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. Para a difusão da cultura de avaliação institucional são utilizados diversos meios: reuniões gerais e de grupos; seminários e workshops.

Periodicidade do Programa:

O PAC é um programa permanente, mas sendo a avaliação um processo periódico, por setor ou função, o acompanhamento é contínuo e os eventos avaliativos são periódicos e com calendário próprio.

Dentre as pesquisas realizadas pelo NAC, pode-se destacar a sistemática de avaliação do processo de ensino aprendizagem, infra-estrutura e avaliação de pessoal, que é semestral, e o acompanhamento de ingressos e egressos, que é anual.

Metodologia:

O Programa de Avaliação Continuada prevê a utilização de instrumental variado: levantamento de dados internos e externos, questionários, entrevistas, observações, dados de documentos e projetos (PDI, PPI, CENSO, ENADE, etc).

Os questionários utilizados pelo PAC são ora fechados, ora mistos, segundo a natureza do objeto da avaliação e o público alvo. De qualquer maneira, em todas as situações, o Programa tem preocupação constante de assegurar ao informante a oportunidade de expressar livremente sua opinião, seus anseios, suas críticas, com sigilo das respostas.

Para análise dos resultados utilizam-se técnicas estatísticas univariadas e multivariadas.



RESULTADOS DE PESQUISA