top of page

A Importância da Fisioterapia Esportiva na Recuperação de Atletas


pés de um atleta

A recuperação de atletas é uma pauta em alta no mundo esportivo, tanto capaz de gerar melhores espetáculos ao consumidores, mas principalmente, na busca pela prevenção/recuperação de lesões de forma mais acelerada, ressaltando o papel da fisioterapia esportiva.


A fisioterapia esportiva é uma área da fisioterapia que trata, especificamente, de lesões, traumas e formas de prevenção também para evitar novas lesões. Portanto, os atletas são pacientes de suma importância no trabalho destes profissionais, considerando um elevado nível de qualidade.


O artigo em questão irá se debruçar sobre todas as técnicas, benefícios e o próprio futuro da medicina esportiva sob o olhar da fisioterapia esportiva. Conforme mais atletas estão em evidência, é notório que exija-se fisioterapeutas esportivos ainda mais qualificados, a fim de atender esta maior demanda.


Ao mesmo tempo, pesquisas científicas em torno desta temática são ainda mais requisitadas, mediante a possibilidade de aceleração da recuperação dos atletas, assim como no entendimento dos mecanismos de prevenção mais eficazes.


Uma outra visão também é considerada, compreendendo a visão holística,partindo do pressuposto de que os atletas são seres humanos integrais.


Não somente serão abordados os mecanismos físicos, cinesiológicos e fisiológicos, mas também os psicológicos, uma vez que a instabilidade emocional é um fator já validado como desencadeador de traumas e lesões físicas.


Portanto, considerar tanto fatores internos, quanto externos, faz parte do rol de pesquisas associadas à recuperação dos atletas como um todo.


Note que não é preciso que você seja um atleta para se interessar pelo tema, já que todo o conteúdo abrangerá mecanismos de aumentar a qualidade de vida a pessoas que, de alguma forma, se tornam sujeitas a traumas e lesões devido ao esporte.


O papel da fisioterapia esportiva na medicina do esporte

A fisioterapia esportiva apresenta um papel de grande relevância para a medicina do esporte. Esta área do conhecimento é responsável por trazer os principais cuidados e tratamentos com atletas que se apresentam em alto nível no esporte.


A partir daí, a fisioterapia esportiva representa uma importante área da medicina do esporte, ao evitar lesões e promover a prevenção e reabilitação a atletas que já passaram por determinados traumas e acidentes.


Considerando o esporte em si, dentro da prática saudável, traumas e lesões não são esperados, mas em alto rendimento, podem se tornar comuns. No entanto, mesmo considerando um estilo de vida saudável por parte dos atletas, é comum que estas situações ocorram, já que o limite entre o saudável e o lesionável é muito baixo.


Por conta disso, os fisioterapeutas esportivos cada vez mais se tornam requisitados. A fisioterapia, em sua essência, é tida como a área do conhecimento que estuda a prevenção e recuperação de pacientes com problemas cinéticos funcionais, ou seja, que desenvolveram algum tipo de limitação por conta do movimento.


Como forma de aumentar as possibilidades dos atletas e também de pessoas comuns que realizam atividades físicas que demandam maior esforço, surge a área da fisioterapia esportiva, responsável tanto por acelerar o processo de recuperação, quanto por desenvolver técnicas de prevenção.


Quando se fala de atletas, observa-se uma carga maior de competitividade, a qual está intrínseca nas competições e busca por recompensas (troféus, medalhas). No entanto, se observa a implementação de uma carga emocional muitas vezes subestimada, gerando uma necessidade inevitável de alcançar níveis de performance brutais.


Como já destacado, o limiar entre o saudável e o lesionável para estes indivíduos é muito baixo, já que embora as práticas de atividades físicas sejam extremamente importantes para o nosso bem-estar, estes indivíduos estão inseridos em um meio em que o “impossível” é o novo comum.


Para fins de maior ludicidade, dentre os esportes praticados no mundo atual, o futebol é o que apresenta maior contato físico, além de requerer níveis elevados de performance a todo o tempo. Por conta disso, ao analisarmos em relação aos demais esportes, o futebol, sem dúvida, é o que apresenta mais atletas lesionados ou propensos a lesões.


A carga física e o estresse emocional destes atletas é bastante evidente. O maior número de lesões está neste esporte, já que os mesmos devem estar sempre suportando um número elevado de competições, se manter em alto nível de performance, assim como estar bem fisicamente.


Caso contrário, tornam-se facilmente substituíveis, uma vez que sempre existem outros atletas prontos para preencher a vaga.


A fisioterapia esportiva é uma área que cada vez mais cresce em conhecimento, seja a partir de pesquisas científicas ainda mais sólidas, ou através do desenvolvimento de métodos que se articulam com novas tecnologias.


A fisioterapia é uma área tão vasta que dispõe de diferentes mecanismos e tratamentos que perpassam diferentes correntes, como a fisioterapia aquática ou fisioterapia com tecnologias (através da melhora da acessibilidade).


Partindo do pressuposto de que o fisioterapeuta é o profissional responsável por cuidar da qualidade de vida, assim como da saúde em geral do paciente, surge a fisioterapia esportiva.


Muitos atletas que se apresentam em condições precárias devido a acidentes, traumas ou lesões, precisam dos cuidados da fisioterapia esportiva para que tenham uma recuperação ainda mais rápida e saudável.


Existem casos, ainda, em que os atletas são capazes de elevar o nível de condicionamento físico através das técnicas e programas de exercícios, em virtude de tratamentos atualizados e extremamente eficientes para o nível de performance destes indivíduos.


Por conta disso, são diversos os benefícios que a fisioterapia esportiva pode promover aos atletas.


Benefícios da fisioterapia esportiva para atletas

A fisioterapia esportiva é uma área da fisioterapia que lida com situações comuns que ocorrem a atletas de alta performance, como lesões, acidentes e traumas. Portanto, é evidente que diferentes benefícios podem ser observados através da implementação destas técnicas.


O benefício mais evidente é a recuperação mais acelerada dos atletas por conta dos tratamentos oferecidos. A partir do momento em que o atleta encontra-se com um determinado trauma, é preciso que se foque neste aspecto, para que o mesmo possa voltar ao pleno vapor.


Em segunda instância, muitos atletas revelam que a fisioterapia esportiva também é capaz de potencializar o condicionamento físico, a partir dos exercícios e tratamentos orientados, além de aumentar a resistência muscular e força.


Estes benefícios foram identificados em atletas, ao longo de muitos estudos científicos, ao relatarem o aumento de força durante exercícios de resistência (como musculação). Além disso, observou-se que os atletas obtiveram maior rendimento no esporte ao longo de algumas semanas, possibilitando um aumento da longevidade esportiva.


São inúmeros os benefícios observados através da prática da fisioterapia esportiva, considerando que a área ainda apresenta-se em expansão.


Este cenário evoca a importância de novas tecnologias que estão eclodindo dentro dos principais centros de fisioterapia esportiva do mundo, sobretudo em países mais desenvolvidos, como EUA.


Estas tecnologias têm sido observadas como grandes aliadas para a avaliação, diagnóstico e tratamento de atletas de diferentes modalidades esportivas, facilitando o trabalho dos próprios fisioterapeutas durante o processo.


No entanto, é preciso investir ainda mais na capacitação destes profissionais, para que haja um retorno ainda mais evidente dentro das práticas profissionais, embora já exista um olhar bastante promissor para os próximos anos.


Considerando todos estes elementos, para que todos os benefícios da fisioterapia esportiva sejam de fato implementados, é preciso que haja técnicas eficientes, as quais são dominadas por profissionais competentes e capacitados dentro da área da medicina esportiva.


Principais técnicas utilizadas na fisioterapia esportiva

Ao avaliar as principais técnicas utilizadas na fisioterapia esportiva, verificou-se que a utilização de exercícios proprioceptivos é de grande valia para o desenvolvimento de estratégias coerentes com a maior recuperação de atletas de alta performance.


Em um estudo aprofundado, Rozendo, Ochotorena e Mendonça (2018), apontam que os exercícios proprioceptivos são capazes de garantir uma excelente resposta do sistema somatossensorial, além de conferir ganhos na manutenção do equilíbrio, conservando membros e articulações.


Embora sabe-se que esta técnica é considerada como a “padrão ouro” para o tratamento de atletas em recuperação de lesões, existem outras técnicas já praticadas pela maior parte dos centros fisioterápicos esportivos, como: crioterapia; hidroterapia; eletroterapia; laserterapia, termoterapia; mecanoterapia; cinesioterapia; massoterapia.


Todas estas técnicas podem ser complementares e trabalhadas em conjunto com o atleta. No entanto, um dos aspectos mais importantes diz respeito ao conhecimento prévio das lesões dos mesmos, assim como o entendimento do perfil muscular de cada um, o que implicará no conhecimento e na prevenção de futuras lesões.


Uma técnica também presente na atualidade é a cinesioterapia (citada brevemente acima). Esta terapia baseia-se no perfil cinético (ou seja, de movimento) de cada atleta, exercitando fibras musculares que possam promover o fortalecimento das regiões lesionadas, assim como estimular a prevenção de futuros traumas, já apresentando prognósticos muito positivos em relação às práticas atuais.


Outra técnica de grande importância para o desenvolvimento do bem-estar dos atletas diz respeito a técnicas que considerem o tratamento psicológico dos atletas. Embora saibamos que as lesões dos atletas são de ordem física, é interessante revelar o peso de instabilidades emocionais neste processo.


Com isso, a fisioterapia esportiva se aproxima da área da Psicologia do Esporte, a partir do entendimento de que a instabilidade emocional, somada às grandes exigências do esporte, é capaz de contribuir ainda mais com a prevenção de novas lesões. Portanto, paralelamente ao trabalho do fisioterapeuta esportivo, é preciso que haja um acompanhamento psicológico eficaz, conforme cita Puig (1994).


Como a Fisioterapia Esportiva está moldando o futuro do esporte

A fisioterapia esportiva é uma área que cresce exponencialmente, principalmente ao ressaltar a importância majoritária do profissional fisioterapeuta na área esportiva, evocando sua grande linha de atuação frente ao mercado esportivo.


Lesões são naturais e eventualmente vão ocorrer, sobretudo em esportes de maior contato (como o futebol), mas mecanismos de prevenção e tratamento mais rápido são essenciais para que os atletas possam manter sua performance, assim como condições psicológicas e físicas dentro de suas profissões.


Ao longo do artigo, foram identificadas diferentes técnicas, como os exercícios proprioceptivos, que colaboram com a implementação de medidas que favorecem o aumento do desempenho dos atletas, assim como reforçam ainda mais a musculatura e a recuperação mais acelerada.


Nesse sentido, é evidente que a fisioterapia esportiva está moldando o futuro do esporte de alta performance. No entanto, é preciso que haja o desenvolvimento de novas pesquisas científicas em prol da medicina esportiva, considerando novos conhecimentos, assim como técnicas ainda mais eficazes e menos rudimentares.


Paralelamente, a busca por qualificações e profissionais mais capacitados representa uma das principais medidas a serem desenvolvidas pelas universidades e centros esportivos, investindo em conhecimento sólido por parte dos profissionais, a fim de que o tratamento nos centros seja ainda mais qualificado e humanizado.


Uma medida muito importante diz respeito à uma visão mais holística por parte dos profissionais. As lesões, de fato, são físicas, mas, é possível que uma grande parcela do surgimento de lesões dos atletas se dê mediante instabilidades emocionais, ou seja, apresenta-se por conta de questões psicológicas.


Por isso, o acompanhamento devido de profissionais psicólogos em centros esportivos junto a fisioterapeutas capacitados mostra-se como uma medida extremamente eficiente para que os atletas trabalhem melhor a questão emocional, o que pode se mostrar muito positivo para a prevenção a futuras lesões.


Espera-se que este artigo tenha sido útil para você leitor, considerando o alto impacto que a fisioterapia esportiva apresenta sobre a recuperação de uma grande parcela de atletas no mundo atual. Fique à vontade para buscar informações ainda mais relevantes em nosso blog!





Comments


bottom of page