top of page

O Futuro da Fisioterapia Esportiva: Tendências e Inovações


pesos e tênis usados na fisioterapia esportiva

O horizonte da fisioterapia esportiva é muito promissor, refletindo uma série de tendências e avanços em potencial. Estes são moldados por um ambiente que fomenta uma adoção mais disseminada de hábitos saudáveis, uma vez que a busca por um estilo de vida revitalizado se tornou cada vez mais prevalente


Nesse sentido, a fisioterapia esportiva é a área da fisioterapia que busca o tratamento associado à recuperação de atletas e pessoas diversas que estão inseridas no meio esportivo, muitas das quais propensas a lesões por conta de um nível de esforço elevado.


No entanto, embora exista a grande chance das pessoas tornarem-se mais propensas a lesões, paralelamente, existe uma necessidade de cuidados com a saúde. Este contexto está inserido no fato de que as pessoas estão ficando mais idosas (processo de envelhecimento que estamos observando), exigindo ainda mais cuidados.


A partir daí, o cenário para a fisioterapia esportiva é muito positivo. Em termos simples, em função da maior demanda, existe a maior necessidade de se formar profissionais especializados nesta área.


Paralelamente, observa-se o advento de novas tecnologias e técnicas que corroboram com a atuação dos fisioterapeutas esportivos dentro de diferentes áreas. Estas tecnologias podem ser identificadas como exoesqueletos, sensores e terapia virtual, as quais já têm sido mostradas extremamente importantes e eficientes para o tratamento de muitos pacientes, em termos de deficiências músculo esqueléticas.


Outro ponto muito importante capaz de auxiliar o trabalho do fisioterapeuta esportivo é o trabalho multidisciplinar. Existe uma forte tendência de se promover o trabalho multidisciplinar, considerando diferentes profissionais no tratamento dos pacientes, a partir de uma visão mais integrada, refletindo a visão horizontalizada e mais expansiva, proporcionando ainda mais qualidade de vida.


No entanto, deve-se considerar também o aumento da informalidade no tratamento da fisioterapia esportiva. Ao mesmo tempo em que existem fatores capazes de aumentar o potencial de trabalho destes profissionais, o estímulo à informalidade, assim como debates éticos assolam a profissão, podendo dificultar a execução e trabalho na parte clínica, exigindo mais cuidados e discussões.


Neste artigo, serão abordadas diferentes inovações, tendências, assim como a evolução da fisioterapia esportiva em si, ressaltando o potencial da pós-graduação de nossa universidade (UNICEP) na formação de profissionais da fisioterapia esportiva de altíssima qualidade.


A evolução da fisioterapia esportiva

A fisioterapia esportiva é uma área que se apresenta em grande expansão, embora seja considerada recente. A evolução desta área, nos últimos anos, é bastante nítida, em função da formação de profissionais capacitados, assim como a própria sociedade vem demandando estas funções.


Ao considerarmos o cenário de pós-pandemia em que nos encontramos, verifica-se a existência massiva de pessoas se tornando ainda mais ativas e operantes, ou seja, na busca de um estilo de vida mais saudável, a fim de retardar ou reduzir os problemas provenientes do envelhecimento.


De acordo com uma pesquisa realizada pelo Google, existe uma grande tendência das pessoas em se exercitar mais após o momento de isolamento forçado a que fomos obrigados a passar, provavelmente gerando um grande peso emocional, que se reverbera na necessidade de nos movimentar e exercitar ainda mais.


A partir daí, a fisioterapia esportiva é peça-chave na busca de um futuro mais promissor à qualidade de vida das pessoas. Um dos principais papéis do profissional de fisioterapia esportiva é levar suporte e atendimento de qualidade aos pacientes, considerando suas necessidades e especificidades.


O cenário de pós-pandemia também foi extremamente impactante na parte emocional da maior parte das pessoas, ao considerar a mudança de perspectiva em relação ao esporte em si, atuando como um importante mecanismo de trabalho na saúde mental de cada um. Portanto, a busca pelo equilíbrio entre corpo e mente também tornou-se “prato cheio” para o trabalho direcionado do fisioterapeuta esportivo.


Os profissionais que reconheceram este novo cenário, tornaram-se mais eficientes e predispostos a trabalhar com diferentes segmentos da sociedade. O esporte, em si, passou a ser alvo ou válvula de escape para muitas pessoas, as quais requisitaram ainda mais o trabalho de qualidade dos fisioterapeutas esportivos.


O papel do fisioterapeuta esportivo, como já foi descrito, é de auxiliar os pacientes e atletas a executarem corretamente os movimentos. Portanto, este novo cenário de esportivização tem sido positivo para o trabalho destes profissionais, considerando que muitas pessoas acabam por realizar de forma incorreta os exercícios, podendo gerar lesões eventualmente.


O fisioterapeuta esportivo é o profissional que promove a educação corporal, assim como evita possíveis lesões, além de promover uma recuperação músculo esquelética ainda mais rápida. Isso se dá através da capacidade de desenvolvimento de protocolos e técnicas que, juntas, trabalham em prol de maior qualidade de vida e bem-estar a estas pessoas.


É importante ressaltar, também, o poder das novas tecnologias na área, mostrando-se extremamente bem-sucedidas, atuando como grandes aliados da prática clínica dos fisioterapeutas esportivos.


As inovações tecnológicas na fisioterapia esportiva

A fisioterapia esportiva, diferentemente de outras áreas, apresenta elevada dependência do ser humano, em função dos cuidados manuais. No entanto, as inovações tecnológicas têm sido muito eficientes no tratamento assertivo, por contribuírem diretamente com o tratamento de qualidade aos pacientes.


Nesse sentido, muitos fisioterapeutas esportivos têm observado o elevado potencial que as tecnologias possibilitam na recuperação ou prevenção de lesões. Em se tratando do cenário pós-pandemia em que nos encontramos, uma das tecnologias presentes tem sido a terapia virtual.


Ainda sob a ótica do isolamento social, muitos pacientes se mostram receosos de realizar práticas fisioterápicas de forma presencial. Por isso, a técnica de terapia virtual apresenta grande utilidade para pacientes que optam por este modelo, além de apresentar alta eficácia, também considerando pacientes mais idosos, que apresentam maior dificuldade de mobilidade.


Outro ponto importante que representa as inovações tecnológicas condiz com os aplicativos de exercícios e treinamento. Existem muitos profissionais da área da fisioterapia esportiva que se capacitaram para compreender a importância da utilização destas tecnologias em prol de oferecer um treinamento ainda mais otimizado e personalizado aos pacientes, resultando em ainda mais segurança e confiança.


Dentre as tecnologias que já se mostram presentes na área da fisioterapia esportiva, existem algumas menos acessíveis, mas com grande potencial, como sensores e dispositivos de rastreamento. Estas tecnologias são mais específicas para o tratamento de reabilitação, conforme as necessidades individuais dos pacientes.


Uma grande tendência tecnológica que também deve se mostrar ainda mais presente nos próximos anos, é a tecnologia com exoesqueletos. Estes dispositivos são capazes de atuar como um esqueleto externo, contribuindo com a força e mobilidade dos pacientes, e em especial, aos que apresentam deficiências físicas, mas são recursos que ainda apresentam pouca acessibilidade.


Nesta mesma linha, existem aplicativos de exercícios e de treinamento, os quais têm sido utilizados por fisioterapeutas para fornecer aos pacientes exercícios personalizados e acompanhar o progresso. Isso pode ser especialmente útil para pacientes que estão se recuperando de lesões ou que têm dificuldade de se deslocar até um consultório de fisioterapia.


As principais tendências em fisioterapia esportiva

A fisioterapia esportiva é uma área que se desenvolve a cada dia, apresentando tendências promissoras em relação ao futuro, considerando os caminhos que a sociedade vem traçando. Em outras palavras, a busca pela saúde e qualidade de vida são fatores que possibilitam cenários positivos ao profissional em questão.


É evidente que o principal mercado da fisioterapia esportiva, ainda é o mercado de atletas. A grande diferença, possivelmente representando as próximas tendências, é o foco na prevenção.


Considerando que, durante muito tempo, houve um foco somente na recuperação de lesões, assim como a inserção de diferentes instrumentos e técnicas que estimulavam este processo, hoje uma das principais tendências é a prevenção.


Em paralelo, as tecnologias atuam em prol de gerar maior capacidade de prevenção, principalmente pelo fato de que o tratamento de recuperação de lesões é extremamente caro. Um exemplo prático se dá em grandes clubes de futebol, onde ocorre uma quantidade massiva de lesões anualmente, ao passo que o investimento em programas de prevenção parece ser uma medida muito mais eficiente e menos custosa.


Embora este cenário seja positivo de qualquer forma para a fisioterapia esportiva, é saudável que o próprio profissional perpetue a conscientização de práticas esportivas que possam evitar o desenvolvimento de lesões ou traumas músculo-esqueléticos. A área de atuação deste profissional é bastante vasta, e a prevenção deve ser um dos principais focos.


Baseado nestas tendências, a pós-graduação em fisioterapia esportiva da UNICEP estuda as metodologias mais eficientes que consideram o trabalho de qualidade do profissional, num mercado cada vez mais versátil.


Como a Pós-Graduação em Fisioterapia Esportiva da UNICEP está se preparando para o futuro

A pós-graduação em fisioterapia esportiva da UNICEP apresenta grande solidez em relação ao futuro esperado na área, considerando as novas tendências da sociedade, em busca de um estilo de vida mais saudável.


Ao analisar os módulos da grade curricular, existe um grande dinamismo e complementaridade de conhecimento teórico e prático, implicando na formação de profissionais capacitados e alinhados com as mais novas tendências, sobretudo em relação às tecnologias mais eficientes para o tratamento de alta qualidade aos pacientes.


Um dos principais diferenciais do curso de fisioterapia esportiva da UNICEP é o módulo de vivências práticas. Este módulo, de duração de 20 horas, compreende uma das principais ferramentas de especialização em Fisioterapia Esportiva.


Está pautado nas principais considerações, assim como o currículo oficial obrigatório, o qual reforça a importância do profissional fisioterapeuta esportivo em desenvolver e expandir os conhecimentos teóricos na vivência prática.


Portanto, uma das principais características deste curso é a parte prática. Este recurso é capaz de favorecer a formação de profissionais com habilidades e competências que estejam alinhadas à avaliação e seleção das terapias e tratamentos de cada paciente, considerando suas especificidades.


Embora o ser humano apresente alguns padrões, é fundamental que se verifique cada pessoa de forma individualizada. A pós-graduação da UNICEP reforça esta abordagem e metodologia, possibilitando a formação de profissionais ainda mais capacitados e humanizados, o que se traduz em ainda mais qualidade na prática clínica.


Outro diferencial da pós-graduação em fisioterapia esportiva na UNICEP diz respeito a uma estrutura de altíssima qualidade. O curso detém equipamentos e dispositivos de tecnologia de ponta, capazes de oferecer o suporte necessário, principalmente às aulas práticas, a fim de mimetizar o tratamento clínico.


O curso conta com professores de alto gabarito, assim como um corpo de coordenação extremamente capacitado e alinhado com as pesquisas científicas mais atualizadas. Um dos enfoques é justamente estimular o desenvolvimento do senso crítico dos futuros profissionais, considerando as novas tendências.


Outro ponto positivo do curso de pós-graduação da UNICEP é o investimento nas novas tecnologias. É evidente que as tecnologias já fazem parte do rol de atividades e metodologias a serem empregadas na área da fisioterapia esportiva.


Portanto, é preciso que os novos profissionais, dentro desta especialização, estejam alinhados com procedimentos, técnicas e dispositivos que possam favorecer a melhor recuperação e tratamento dos pacientes.


Para isso, o curso conta com módulos que estimulam e abordam sobre as temáticas mais atualizadas referente a tecnologias fisioterápicas, como a tecnologia de exoesqueleto.


Espera-se que este artigo tenha sido de grande utilidade para vocês leitores, ressaltando o poder da fisioterapia esportiva e sua grande ascensão para os próximos anos, principalmente para aqueles que apresentam um gosto pela leitura acadêmica, assim como estão interessados em compreender como as novas tecnologias podem ser impactantes e grandes aliados do fisioterapeuta esportivo. Até breve!


Referências bibliográficas:

https://www.crefito15.org.br/prevencao-e-avancos-tecnologicos-sao-grandes-aliados-da-fisioterapia-esportiva/

https://www.guiadacarreira.com.br/blog/fisioterapia-desportiva

https://blog.bcmed.com.br/crescimento-da-fisioterapia-esportiva/

https://blog.imedicina.com.br/fisioterapia-mercado-e-perspectivas-artigo-st/

https://radardofuturo.com.br/futuro-da-fisioterapia-mudancas-demograficas-favorecem-a-profissao/#:~:text=A%20fisioterapia%20tem%20um%20futuro,de%20cuidados%20com%20a%20sa%C3%BAde.


Comments


bottom of page