Vegetarianismo foi tema de trabalho na UNICEP

A estudante do último ano do curso de Nutrição da UNICEP, Daniela Faria de Araújo, apresentou o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), “Vegetarianismo: Aspectos motivacionais e nutricionais”, um tema muito importante, que está em debate nos últimos anos e é um assunto de grande impacto na área nutricional.

Segundo Daniela, “é um assunto extremamente importante para fornecer embasamento científico com uma conduta nutricional adequada com esse público, elaborando dietas nutricionalmente equilibradas e individualizadas, com um atendimento respeitoso e empático com os indivíduos vegetarianos”.

A motivação do tema surgiu com o aumento da adoção das dietas vegetarianas (lactovegetarianos, ovovegetarianos, ovolactovegetarianos, vegetarianos estritos). No trabalho foram abordados os motivos que levam os indivíduos a adotarem esse tipo de dieta, seus benefícios para a saúde e os pontos de atenção nutricional das dietas vegetarianas. 

Daniela ainda contou que finalizar o trabalho significa poder concretizar o sonho de ser uma profissional da saúde que irá contribuir com escolhas alimentares e a saúde como um todo, “auxiliando em cada atendimento e promovendo uma melhor qualidade de vida dos pacientes, me realizando, assim, profissionalmente e pessoalmente. A UNICEP me auxiliou com profissionais qualificados que tem amor e profissionalismo em tudo que fazem estando sempre disponíveis e atenciosos, tirando sempre o melhor de cada aluno. De agora em diante espero colocar em prática todo conhecimento adquirido no curso em meus atendimentos e me qualificar ainda mais sendo uma profissional cada dia melhor.”.

Para a docente orientadora do trabalho, Prof.ª MSc. Natália Cecília Sartarelli: “Abordar essa temática é importante para que haja uma difusão de informações sobre a relevância do planejamento dietético para este público, e com isso evidenciar ainda mais a importância do profissional nutricionista neste papel, a fim de adequar as necessidade nutricionais, evitando possíveis deficiências.”.

Natália ainda falou que “quando a Daniela me procurou para orientá-la, já trouxe essa temática e se destacou muito em todas as etapas do desenvolvimento deste projeto, sempre buscando referências atuais, enfatizando os pontos nutricionais positivos e os de atenção no vegetarianismo. Foi um sucesso a finalização do seu TCC, sendo super elogiada pela banca examinadora, inclusive pela imparcialidade na abordagem da temática.”.

O TCC contou com a participação de Ricardo Laurino, Presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira. Ricardo explicou que: “O crescimento desse movimento acaba agregando alguns pontos importantes que a gente vive atualmente, primeiro reduz o impacto ambiental de forma drástica, porque não há nada que a gente possa fazer individualmente que tenha um impacto mais benéfico para o meio ambiente, do que adotar uma alimentação a base de vegetais. Também, vários estudos mostram os benefícios para a nossa saúde, então, problemas rotineiros que acabam atingindo milhões de pessoas, têm seu risco reduzido, quando a pessoa adota a alimentação a base de vegetais, problemas como pressão alta, diabetes, obesidade, AVCs, problemas cardíacos, todos eles têm uma relação com a alimentação.”.

E continuou: “Claro, existe também a questão de uma nova relação, um novo conceito, de como a gente lida e como é a nossa postura quanto aos animais. Hoje, a gente vive num mundo em que se explora e mata em torno de 70 bilhões de animais por ano, somente os terrestres, se incluirmos os aquáticos teremos um número próximo a trilhões, de um a dois trilhões, então são questões muito pertinentes que fazem parte do nosso dia a dia e das nossas preocupações atuais.”.

Ricardo falou ainda que todo mundo pode aderir a dieta a base de vegetais: “O principal passo para iniciar é ter curiosidade, ter vontade de conhecer novos sabores, a culinária a base de vegetais, e fazer disso, uma grande conquista, uma grande descoberta, fazendo com que a carne e os produtos de origem animal, percam espaço no prato. Eu diria que para começar, é preciso saber dos benefícios e ter curiosidade, vontade de ter essa descoberta e participar dessa jornada que é muito gratificante.”.

Texto: Ana Lívia Schiavone

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe