UNICEP participou do Open Beach Tennis Inspira e Guarás

No último final de semana, dias 11 e 12 de dezembro, aconteceu o Open Beach Tennis Inspira e Guarás e a UNICEP participou com os cursos de Educação Física e Fisioterapia.

O evento reuniu competidores de diversas categorias de beach tennis que se enfrentaram para concorrer ao pódio.

Os estudantes de Educação Física da UNICEP participaram durante a manhã de sábado e domingo, fazendo aquecimento, alongamento e avaliação física dos competidores. De acordo com a estudante do 2º período do curso, Julia Maria Ré, é importante, antes do exercício físico, fazer aquecimento para o corpo entender que você vai começar a usá-lo e já aquecer os músculos. E contou: “Participar desses eventos é importante para nós, estudantes, agregar experiências as atividades desenvolvidas no curso”.

Já os estudantes de Fisioterapia estavam fazendo orientações sobre a recuperação pós-atividade física, exercícios de alongamento e liberação muscular. Giovani Bagliotti Santos, do 10º período do curso contou: “Nós viemos dar um apoio ao pessoal do beach tennis durante os jogos, pois às vezes eles sofrem alguma lesão, dor muscular e nós viemos ajudar na liberação de miofascial, massagem desportiva, algum entorse ou problema de joelho que possa acontecer durante os jogos.

E finalizou explicando a importância de participar de eventos como esses: “Soma demais à minha carreira participar de ações como essa, pois é na vivência que a gente aprende e pegando um esporte novo, como é o beach tennis, que está crescendo muito, nos ajuda e podemos melhorar cada vez mais como profissional, e assim, melhorar o atendimento do nosso paciente”.

A atleta, Natalia Carozelli, teve um entorse e foi prontamente atendida pela equipe de Fisioterapia. “Foi sensacional o atendimento! Eles me acalmaram muito. Foi essencial! Todo torneio tem que ter uma equipe preparada para atender. Se eles não estivessem lá, não sei o que teria acontecido, sorte que estavam lá.”, contou a atleta. Que foi orientada a procurar atendimento médico caso a dor não melhore.

Texto: Ana Lívia Schiavone
 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe