Estudantes do curso de Fisioterapia apresentaram seminários online

Em meio à pandemia do Coronavírus, muitas pessoas de todas as áreas tiveram que se adaptar e, as instituições de ensino, também. No curso de Fisioterapia da UNICEP, os estudantes do quinto ano realizaram, nesta semana, seminários online. 

De acordo com o primeiro aluno a apresentar, Jonatan de Britto, a adaptação no começo das aulas online foi difícil, mas surpreenderam suas expectativas. “Os professores estão nos dando todo o suporte, com orientações e várias atividades. A UNICEP nos aconselhou também com a plataforma digital, assim juntamos ideias com a turma. Achei que não fosse dar certo, mas gostei muito, pois foi bem explicado”, disse Jonatan que falou em seguida sobre o trabalho apresentado. “Eu fui o primeiro a apresentar o seminário de Neuropediatria e falar sobre paralisia. A docente nos avisou antes sobre essa apresentação e fiquei preocupado, mas com as devidas orientações da docente, apresentei normalmente e não tive nenhum problema”, falou o estudante. Que também explicou sobre a adaptação temporária dos estudos: “Mesmo não estando na prática, no dia a dia, estamos fazendo de tudo através da plataforma, e a instituição está de parabéns, pois foi tudo mais rápido do que imaginamos. Assim, tive mais certeza de onde eu quero estar e não tenho o que reclamar, nem contestar”, finalizou o aluno.

A docente responsável pelo seminário, Sandra Doltrario, disse que tudo foi um desafio inicialmente, mas que todos estão aproveitando muito. “A possibilidade da webconferência permitiu estarmos juntos, os alunos apresentam seus seminários e os colegas colocarem suas leituras sobre o tema. Como professora, consigo contribuir com minha experiência. Ainda conseguimos criar estratégias de orientação aos pacientes que são atendidos na clínica de Fisioterapia, isto de forma participada, todos os alunos interagindo”, disse a docente afirmando que acredita que a experiência está muito enriquecedora não só para os alunos, mas aos docentes também. “Desafios com a tecnologia, esforço para utilizar os recursos adequadamente e acima de tudo estar próximo aos alunos”, disse.

Preocupada com a disseminação do Novo Coronavírus - COVID19, a instituição tomou medidas de proteção, segurança e bem-estar, pensando na saúde dos estudantes, docentes e colaboradores e, desde o dia 26 de março,  tem se esforçado muito para poder seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde, sempre pautada nas Portarias do Ministério da Educação (MEC) e nas Associações que norteiam nossas atividades, como o SEMESP, ABMES, entre outras.

Texto: Andrea Vergamini de Castro

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe