Educação Anarquista foi tema do webinar da Pedagogia

No dia 26 de agosto, aconteceu o primeiro webnar do segundo semestre do curso de Pedagogia da UNICEP, sob o tema “Quem tem medo da Educação Anarquista?”, com a Prof.ª Dr.ª Juliana Guedes dos Santos Marconi.

Juliana é Pedagoga, mestre e doutora em Fundamentos da Educação pela UFSCar, atua como professora universitária desde 2008 e, atualmente, integra a equipe docente do curso de Pedagogia na UNICEP nas modalidades presencial e a distância. De acordo com ela de maneira bem sintética, a Educação Anarquista defende uma educação que contribua com a sociedade (com o coletivo) ao favorecer o desenvolvimento dos indivíduos para atuação na sociedade; valoriza a aprendizagem pela experiência, se concentrando em uma metodologia científica e racional, para todos (independentemente de gênero ou classe social), permeada por elementos lúdicos (essencialmente os jogos). Entende o professor como mediador do processo de aprendizagem, que tem o aluno como centro. 

“A Educação Anarquista também defende a participação ativa dos alunos e da comunidade do entorno da escola em todo o processo educativo. Por fim, a Educação Anarquista educa para a liberdade (e não por meio da liberdade). Isso significa que pré-conceitos de que um aluno de uma escola anarquista poderia estudar apenas o que quer, quando quer e como quer não passam de senso comum. O mais interessante é perceber que todos esses ideais e defesas estão presentes nos documentos oficiais que regulamentam a educação brasileira atualmente, ou seja, a grande novidade pra quem conhece a Educação Anarquista pela primeira vez é a associação da palavra ‘anarquista’ a essas concepções que já nos são conhecidas (e que aprendemos estudando os melhores teóricos da educação): educação para contribuir com a sociedade, educação científica, aprendizagem pela experiência, ludicidade, educação para todos, aluno como centro do processo, professor mediador... são expressões e valores que estão presentes na educação atual.”, explicou a docente.

E continuou “A diferença essencial entre as propostas educativas que vemos nos escritos anarquistas e nos documentos oficiais que regulamentam a educação atual é o objetivo final de sociedade. Para ambos, a educação contribuirá com o desenvolvimento da sociedade, preparando os cidadãos. Mas para os anarquistas, a contribuição virá em forma de transformação e superação do sistema capitalista. Dessa forma, estudar a Educação Anarquista permite basicamente duas coisas: 1. Entender que as práticas educativas anarquistas são muito próximas ao que conhecemos atualmente como recomendado, desmitificando a Educação Anarquista como algo desorganizado ou de incitação à violência; e 2. Valorizar práticas educativas orgânicas da classe trabalhadora, que foram historicamente marginalizadas, mesmo promovendo metodologias muito próximas àquelas consideradas hegemônicas.”.


Juliana explicou que “no webnário eu pude compartilhar com os alunos como foi a minha trajetória de estudante/pesquisadora conversando com eles sobre meu TCC, minha Dissertação (de mestrado) e minha Tese (de doutorado). O objetivo era o de permitir que os alunos entendam como nós, professoras, também passamos pelos processos que eles estão vivendo (incluindo suas delícias e desafios), incentivando-os a construir a trajetória deles.”. A Educação Anarquista foi o tema dos três trabalhos da docente assim ela pode fazer uma explicação teórica, que pode contribuir com a formação dos estudantes ao apresentar algo que eles nem sempre tem tempo de aprofundar nas disciplinas do curso. “Foi muito gratificante (e nostálgico!) poder relembrar minha trajetória e compartilhar com eles o que aprendi. E olha que a dinâmica é muito parecida com o que a gente faz em aula, mas poder ver minhas pesquisas ‘saindo’ das bancas examinadoras e indo para dentro de uma sala de aula (ainda que virtual) e contribuindo com a formação de professores que atuarão na Educação Básica do país teve um gostinho todo especial!”, contou.

Segundo a docente os estudantes adoraram a palestra: “Os comentários pelo chat foram muito positivos e eu também recebi mensagens ao término da palestra que deixaram ‘meu coração quentinho’ de gratidão pela experiência. Além disso, os alunos mostraram muito senso crítico e elaboraram/fizeram perguntas excelentes! Eu fiquei orgulhosíssima e, com certeza, eles enriqueceram o conteúdo. Sem as perguntas deles, a palestra não teria sido tão legal!”.

A coordenadora do curso de Pedagogia Presencial, Prof.ª Dr.ª Ana Claudia Figueiredo Rebolho, finalizou contando que: “Nesta segunda rodada de Webnário optamos para que o evento fosse aberto a toda comunidade universitária e, para nossa alegria, deu muito certo. Tivemos muitos participantes externos o que nos envaideceu consideravelmente. Esperamos desta forma contribuir, ainda mais, para a formação dos nossos alunos e da comunidade universitária participante".

Fique atento aos próximos webnários: 

16/09 – Quinta-feira – “A Pedagogia Freinet: relatos de prática e pesquisa e possibilidades de ações pedagógicas”

Prof.ª Dr.ª Alessandra Campanini, Pedagoga. Mestre e Doutora em Psicologia da Educação. Psicopedagoga. Professora do curso de graduação em Pedagogia nas modalidades Ead e Presencial. Professora no curso de Psicologia.

Gabriela Luchesi, Bacharel em Turismo pela UFSCar - Universidade Federal de São Carlos, Campus Sorocaba. Pedagoga pela UNICEP - Centro Universitário Central Paulista. Professora na Escola Oca dos Curumins. Mestranda no Programa de Pós-graduação em Educação na Universidade Federal de São Carlos.


25/10 – Segunda-feira – “Dificuldades e transtornos de aprendizagem na matemática: implicações educacionais”

Profª Drª Eliane Partalone Crescenti, Licenciada em Matemática pela UFSCar. Mestre e Doutora em Educação (área de concentração Metodologia do Ensino) pela UFSCar. Psicopedagoga Institucional e Especialista em Ensino de Física pela UNICSUL. Pós-doutoranda em Psicologia pela UFSCar. Docente do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu: Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional - UFSCar. Docente do UNICEP – Campus São Carlos. Docente da Faculdade de Tecnologia e Escola SENAI “Antonio Adolpho Lobbe”. Pesquisadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE). Participa do Grupo de Pesquisa LEAAC.

Dr.  João dos Santos Carmo, Psicólogo e mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Doutor em Educação (área de concentração Metodologia do Ensino) pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Professor Adjunto do Departamento de Psicologia da UFSCar e orientador de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da mesma universidade. Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE). Coordena o Laboratório de Estudos Aplicados a Aprendizagem e Cognição (LEAAC).

23/11 – Terça-feira – “A representatividade na educação: ações afirmativas e pesquisas sobre a educação afro-brasileira”

Profª Drª Juliana Guedes, Pedagoga, mestre e doutora em Fundamentos da Educação pela UFSCar, atua como professora universitária desde 2008 e, atualmente, integra a equipe docente do curso de Pedagogia no UNICEP nas modalidades presencial e a distância. 

Jhoicy Moura, formada em Magistério – CEFAM e em Licenciatura em Pedagogia UNICEP.

Profª Ms. Sônia M. Antunes da Silva, Graduada em História e Pedagogia e Mestra em Educação pela UFSCar. Exerceu os cargos de professora e diretora em escolas privadas e na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEDUC), na qual atualmente é Supervisora de Ensino. É docente no curso de licenciatura em Pedagogia no Centro Universitário Paulista (UNICEP).

Thailini Machado, Licenciatura em Pedagogia - UNICEP São Carlos. Estagiária no Sesi São Carlos unidade 108 - 2 anos. Estagiária/Acompanhante terapêutica de crianças público-alvo da Educação Especial Colégio São Carlos 8 meses. Vendedora “Cartão de Todos” e “Prepara Todos” (Plataforma de cursos profissionalizantes com certificados em diversas áreas).


Texto: Ana Lívia Schiavone


 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe