Docente da UNICEP participa de seminário da Academia da Força Aérea

No dia 6 de abril o docente da UNICEP, Márcio Innocentini Guaratini, participou do evento “Seminários em Educação Física e Esporte – 2021”, da Academia da Força Aérea (AFA). Na ocasião o docente ministrou a palestra: “Etiologia e Prevenção de Lesões na Educação Física e Esporte”.

De acordo com o Major Aviador Joel Eloi Belo Júnior, Adjunto da Seção de Educação Física do corpo de cadetes da Aeronáutica, trazer informações sobre temas relacionados à educação física para agregar conhecimento aos futuros líderes da Força Aérea Brasileira foi o objetivo do evento.

“A lesão acaba tirando o cadete (aluno da AFA) da rotina, das aulas, das atividades operacionais e da atividade aérea”, contou o Major, por isso é importante falar sobre esse tema. E “após a formação, os oficiais serão chefes, diretores e comandantes, tendo centenas de pessoas sob sua responsabilidade. Com mais conhecimento nos temas afetos à educação física, o exercício da liderança se torna mais fácil no que diz respeito à manutenção da saúde da tropa.”, concluiu.

Marcio explicou que o objetivo da palestra foi mostrar as formas de prevenção de lesões para os cadetes da AFA, que é importante saber identificar situações como etiologias que poderiam pré-dispor os atletas a apresentar lesões e formas de prevenir. Assim eles podem reconhecer as situações possíveis de surgimento da lesão e as possibilidades de prevenção.

“Os cadetes têm bastante lesões, então eu abordei desde questões de excesso de treinamento, trabalhos prévios de fortalecimento e alongamento, a distinção entre os gêneros masculino e feminino, questão de regulação de sono, como dormir bem e se alimentar bem, apesar de não ser a área da fisioterapia, mas são todos os fatores que entram no surgimento de lesão, dos fatores do estresse do dia a dia, da pressão que os atletas sentem e nas diferentes modalidades que praticam na AFA, porque o cadete tem que estar pronto de imediato, é a condição que eles esperam do cadetes, assim os cadetes, às vezes, acabam sendo sobrecarregados com muitas atividades”, declarou o docente.

Texto: Ana Lívia Schiavone

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe