A 22ª edição do CIC da UNICEP contou com 145 trabalhos

Na última sexta-feira (26), aconteceu a 22ª edição do CIC, Congresso de Iniciação Científica, da UNICEP. O congresso contou com 145 trabalhos inscritos, totalizando 515 participantes. 15 trabalhos foram selecionados para a apresentação oral, as quais aconteceram ao longo do dia.

Todo o congresso aconteceu de forma virtual em função da pandemia, a responsável pelo evento, Prof.ª Cintia A. Matiucci Pereira, explicou que aconteceram apresentações no formato de banner - os quais ainda estão disponíveis para os interessados - e também apresentações orais. Os 15 trabalhos selecionados para apresentação oral foram publicados em um volume especial da Revista Multiciência, a qual já está disponível no site. 

“Foi desafiador, mas conseguimos realizar graças a ação colaborativa de vários docentes e funcionários. Gostaria de expressar aqui mais uma vez o meu muito obrigado a todos que contribuíram direta ou indiretamente para a realização desse congresso. Quero agradecer a todos que apoiaram. Foi muito legal ver todos apresentando e espero que isso tenha uma boa contribuição para o currículo de vocês, que vocês façam a diferença.”, comemorou Cintia.

Ao final do dia foi anunciado os melhores trabalhos:

1º lugar – “Protocolo para automanejo da fibromialgia baseados no preceito da educação em neurociência da dor e exercícios físicos – um ensaio de estudo Delphi”
Aluno – Rafael Jacintho Poltronieri
Co-orientadora: Profª. Drª. Mariana Arias Avila Vera
Orientadora: Profª. Drª. Heloisa Giangrossi Machado Vidotti

2º lugar – “Descritores mínimos em cultivares de Urochloa Brizantha”
Aluna: Ana Paula de Oliveira Risante
Orientadora: Profª. Drª. Cristina de Gaspari Pezzopane

3º lugar – “Registros da arquitetura moderna residencial em São Carlos – SP (1940 a 1970)”
Aluna: Flávia Cavicchioli Monteiro
Orientadora: Profª. Drª. Adriana Leal de Almeida Freire

Rafael contou que ele queria muito participar do CIC para apresentar o trabalho desenvolvido no TCC, Trabalho de Conclusão de Curso, o qual gostou muito. “Conseguir apresentar meu trabalho no CIC e poder publicar na revista já era um interesse meu. Ver a validade do meu TCC é muito importante, porque quanto mais as pessoas aprovarem melhor.”.
 
Ele contou que o trabalho é um ensaio do estudo Delphi, “que é um método de pesquisa, em que a gente pega o protocolo que eu desenvolvi e envia para vários especialistas da área, para que eles avaliem a validade desse protocolo, para gente aplicar nos pacientes. Mas a ideia do projeto é pegar esse protocolo e desenvolver um aplicativo para automanejo da fibromialgia, para que esses pacientes aprendam a controlar sua dor, além de saber como ela funciona.”.

E comemorou: “Significou tudo para mim ter ficado em primeiro lugar, o prêmio nunca foi o objetivo, e sim, ver a veracidade do meu trabalho, como ele seria recebido e ter a premiação em primeiro lugar só válida ainda mais isso. Pura alegria, só posso agradecer todo mundo, a Helo (orientadora) que me ajudou muito, agradecer a Mariana (co-orientadora) que também me ajudou, e todos os especialistas que responderam o questionário que eu enviei e é só gratidão que eu sinto.”.  

“Agora quero exercer um pouco o campo prático, continuar colocando a mão na massa”, Rafael ainda não finalizou o curso, está fazendo estágio, “não quero perder esse tato, mas a ideia é retomar o projeto daqui um ano, desenvolver esse aplicativo e poder ajudar o máximo de gente possível”.

Para visitar os banners clique aqui!

Texto: Ana Lívia Schiavone
 


 
 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe